berliques e berloques

Por (ou com) artes de berliques e berloques, isto é, por habilidade, escamoteação, surripadela ou prestidigitação mais ou menos conseguida, ou seja, artimanha a roçar o estranho ou esquisito que, geralmente, redunda em intrujice ou bifanço.
A parémia, bem antiga, tem origem, provavelmente, nos remotos folguedos e brincadeiras do Carnaval (o adeus à carne, no culto cristão da Paixão de Cristo), e daí ter extravasado para o dia-a-dia das ruas, aproveitando aos velhos pelotiqueiros (palavra tão semelhante!…, não é?), escamoteadores, saltimbancos, malabaristas, geralmente larápios, que nas praças públicas, para atraírem a atenção dos passantes, exibiam-se de vestes espalhafatosas e executavam vários trabalhos de ilusionismo ou semelhantes, dizendo sempre que todas essas sortes maravilhosas eram feitas por artes de berliques e berloques.
Berliques é das palavras que só existem em fórmulas rítmicas, no caso em correlação com berloques, que é de origem francesa, e significa caçoleta, engrolar.
Na língua francesa existe a locução brelique-breloque com o sentido de exprimir ao acaso, desordenadamente ou em confusão.
Daí que, defendem os estudiosos, por artes de berliques e berloques seja então, a arte de fazer as coisas de modo confuso, para enganar, tal como procedem os ilusionistas.
E, na verdade, mais ou menos, todos nós sabemos bem o que são estas (e outras) artes de berliques e berloques

 

 

 

 

(muitos são enganados, poucos são os culpados)

7 comentários sobre “berliques e berloques

  1. tinta permanente 21 Janeiro, 2010 / 17:54

    Baila sem peso
    Ora se eu os…focava!…
    Oh!, minha amiga, eu desfocava-os a todos! Essa é que é essa!
    abraços!

    MagyMay
    Só que para perlimpimpim faltam os pós!…
    (e poeira nos olhos já temos muita…)
    abraços!

    Justine
    É como dizem os mágicos; 'quanto mais olhas menos vês'…
    abraços!

    APC
    Mas olha que não são poucas as vezes que os 'pelotiqueiros', digamos assim, têm um piadão dos diabos!…
    abraços!

    mfc
    Fico satisfeito com isso!
    abraço!

    Violeta
    Lá que se ouve pouco, é verdade, é verdade! Mas que se vê muito, ai isso vê-se!…
    abraços!

    …e aos outros, aqui, passantes
    Obrigado e…
    abraços!

    tintapermanente

  2. Violeta 17 Janeiro, 2010 / 18:33

    Não é uma expressão que oiça com frequência, mas é bom saber um pouco de história – das tuas histórias.
    Boa semana

  3. mfc 17 Janeiro, 2010 / 15:16

    Saio daqui sempre sorridente!

  4. APC 16 Janeiro, 2010 / 18:31

    Acho um piadão aos francesismos e afins. Melhor: às influências de uma Língua na outra; à miscisgenação linguística, cujas pistas vão sendo perdidas pelo tempo e aqui agarraste muito bem.
    Agora aos "pelotiqueiros" é que acho menos graça. É que quando se alonga o carnaval, já o povo leva a mal. Ainda assim, de vez em quando, lá vão caindo umas máscaras!

  5. Justine 15 Janeiro, 2010 / 10:49

    Ai não que não sabemos! E parafraseando a tua "frase amarela", muitos são enganados e nem dão por isso…
    Abraço

  6. MagyMay 14 Janeiro, 2010 / 21:22

    São assim a modos que as artes de perlim pimpim? é?
    E com que por artes mágicas… deixo-te, um grande abraço!

  7. Baila sem peso 14 Janeiro, 2010 / 13:37

    Ai Deus, o que tu vais buscar!
    Uma máscara tão linda
    e e´só p´ra enganar!
    Esta fez-me lembrar …"a dar música"
    saltimbancos e outros que tais…
    e estão por aí, quase os carnavais
    ainda que durante o ano inteiro
    cantem e dancem os enganados
    com a música de poucos culpados
    com máscaras bem divinais…
    daqui me vou senão fico mal da vista
    choro dura pena do ser vigarista
    heheheh

    berliques e berloques
    cuidado "não os foques"!
    "e não me tiques não me toques"!
    Um beijo maneiro com sorriso inteiro

(actualmente os comentários estão encerrados)