Dezembro nos provérbios

Dezembro deriva do latim December, décimo e último mês do calendário romano. Tornou-se o 12º aquando da reforma de Numa. É o último mês do ano moderno desde 1564.
(no dia 22, pelas 06:08 horas, o Sol dá entrada na constelação do Capricórnio, iniciando o solstício do Inverno)

Entre o Menino e Tomé (21) três dias é
Depois do Natal os dias crescem uma passadinha de pardal
Inverno geral é sempre um mês antes do Natal
Em Dezembro trem o frio em cada membro
No Santo Ambrósio (7), frio para oito dias
Pelo Natal, neve no monte e água na ponte
Por São Nicolau (6), neve no chão
Em Dezembro lenha e dorme
No dia de São Tomé pega o porco pelo pé. Se ele disser ‘quié-quié’, diz-lhe que tempo é; se ele disser ‘que tal-que tal’, guarda-o para o Natal
Em Dezembro a chuva e em Agosto a uva
Em dia de São Tomé favas à terra
No Natal bico de pardal vai ao laranjal
Pelo Natal quer-se cada ovelha no seu curral
Pelo Natal semeia o teu alhal, mas se o queres cabeçudo semeia-o pelo Entrudo
Pelo Natal se houver luar senta-te ao lar; mas se houver escuro semeia outeiros e tudo
Dezembro quer lenha no lar
Tudo vem a seu tempo e os nabos pelo Advento (1)
Ande o frio por onde andar o Natal o irá buscar
Em dia de Santa Luzia (13) onde o vento fica de lá aporfia
Descansa em Dezembro para trabalhares em Janeiro
(1) O Advento é, grosso modo, o período de quatro semanas que decorre antes do Natal.

neste dia, mas em 1956…

porque nascer, também é uma Coisa do Arco-da-Velha!…

Na Maternidade Júlio Dinis, no Porto, pouco depois da meia-noite de hoje nasceu uma menina. De seu nome, acharam por bem Maria.
Trazia no bragal uma mão cheia de predicados e uns pós de teimosia na ponta do arrebitado nariz; pelo caminho, disse mais tarde, perdeu a bússola e o livro dos escuteiros Mirim…

Duarte Belo venceu a regata ‘star’, nos Jogos Olímpicos, e subiu ao terceiro lugar da geral, alimentando esperanças de ganhar uma medalha olímpica.

Não sei se o leitor conhece o Alto de Santa Catarina, em Lisboa. O Alto de santa Catarina é um óptimo local para o lisboeta ver navios. Quando há navios a ver durante o dia, o referido Alto está cheio de mirones que assistem satisfeitíssimos à entrada dos navios no Tejo”, escreve Ramada Curto.

No cinema Vale Formoso, o filme ‘Escola de Vagabundos’, com o cantor Pedro Infante, entrou na 7ª semana de exibição.

Em Alijó festejou-se o centenário de um plátano gigante. A Câmara Municipal tomou a iniciativa da comemoração, tendo sido incumbido de lhe dar realização o doutor Gaspar de Barros. Ruidosos morteiros anunciaram a festa e às onze horas realizou-se no largo do famoso plátano uma grandiosa missa campal. Seguidamente, pela interessantíssima filhinha do Senhor Presidente Câmara, foi descerrada uma lápide, colocada no tronco da monumental árvore. Nela pode ler-se um belo texto do escritor Mira Saraiva, que não é demais repetir aqui: ‘Tu que passas e ergues para mim o teu braço, antes que me faças mal, olha-me bem. Eu sou o calor do teu lar nas noites frias do Inverno, eu sou a sombra amiga que encontras quando caminhas sob o sol de Agosto e os meus frutos são a frescura apetitosa que te sacia a sede nos caminhos. Eu sou a trave amiga da tua casa, sou a tábua da tua mesa, a cama em que tu descansas e o lenho do teu barco. Eu sou o cabo da tua enxada, a porta da tua morada, a madeira do teu berço e o conchego do teu caixão. Sou o pão da bondade e a flor da beleza. Tu que passas, olha-me bem e… não me faças mal’.

A P.S.P. remeteu para o tribunal, acompanhada do respectivo processo, Gracinda Conceição Cardoso, de 27 anos, sem modo de vida, da travessa de Alferes Malheiro que, no dia 14 de Agosto passado, roubou uns brincos de ouro que uma pequenita de cinco anos trazia nas orelhas. A ladra levou a miúda ao engano para a Rotunda da Boavista, dando-lhe alguns rebuçados. Aí roubou-a e fugiu.

O navio motor Brio, de 187 toneladas, saído do Douro com um carregamento de sal, encalhou próximo do lugar da Tocha, na Figueira da Foz.

Passou a ocupar a sua cadeira na Academia das Ciências o escritor Aquilino Ribeiro.

Acelera-se a migração dos refugiados da Hungria, para os países que os acolherem. Chega hoje a Leixões um navio que traz três dezenas de crianças destinadas a famílias de acolhimento.

No Ateneu Comercial do Porto, apresentou-se ontem e voltará hoje o jovem e talentoso pianista e compositor António Vitorino de Almeida, solista de 17 anos. Encantou todos os presentes, que lhe desejaram uma brilhante carreira.

(volto para o mês que vem, se houver por quem)