avessos…

Não me queiras ver do avesso, diz-se por vezes, em tom de ameaça mais ou menos aligeirada, procurando criar no interlocutor uma pálida imagem do que é capaz a nossa zanga. Mas… ver alguém virado do avesso, mesmo virado, já imaginou?!, quem é que não ficaria espantado com as coisas que ia ver? Ora repare () em algumas…

Animais
Caracol
: canal do ouvido interno (cóclea, em grego)

Pata de ganso: músculo da coxa
Focinho: termo que os ginecologistas utilizam para definir o colo do útero
Trompa de Eustáquio: canal que une o ouvido interno às fossas nasais
Canino: músculo do rosto que levanta a comissura dos lábios e os lábios inferiores
Crista sagital: excrescência óssea que se forma sobre a sutura sagital, entre os dois parietais
Cauda equina: conjunto das raízes nervosas lombares e lombo-sacras

Geografia
Monte de Vénus: região do corpo feminino acima da vulva
Aqueduto de Sílvio: região anatómica do sistema ventricular, no cérebro
Canal de Cloquet: zona do olho
Atlas: primeira vértebra cervical
Estreito: parte do osso da bacia
Confluência de Pirogoff: região venoso do colo
Beco de Douglas: zona anatómica do abdómem
Circuito de Papez: ligação entre vias corticais do cérebro e do hipotálamo
Árvore da vida: estrutura na superfície do cerebelo
Ponte: parte do tronco do encéfalo
Pirâmides: formações celulares no cérebro e nos rins

Geometria
Trapézio: músculo do ombro
Linha áspera: parte do osso
Cilindro cortical: parte da coluna vertebral
Redondo maior: músculo do ombro
Trígono cerebral: lamina de substancia branca e aspecto triangular
Quadrado crural: músculo da coxa

Arquitectura
Abóboda
(ou cúpula) pleural
: parte alta dos pulmões

Pavilhão auditivo: parte visível da orelha
Rampa vestibular: cavidade do ouvido interno
Janela redonda: canal entre o caracol e o ouvido médio
Janela oval: parte anatómica da orelha
Cisterna de Pecquet: canal linfático situado ao nível do tórax
Tenda do cerebelo: espécie de saco que cobre o órgão
Claustro: núcleo do cérebro

 

Objectos
Forquilha: o esterno
Coroa radiante: conjunto de fibras em forma de leque que irradiam desde o tálamo até ao córtex cerebral
Caixa do tímpano: ouvido médio
Anel de Zinn: parte do olho
Funil: zona da pélvis
Cornetos: laminas ósseas situadas no interior das fossas nasais
Martelo, bigorna e estribo: os três ossículos que formam o ouvido médio dos mamíferos
Coroa ciliar: parte do olho
Cálices: pequenos receptáculos dos rins
… isto, claro, para não falar do buraco de Monro, do sulco de Rolando, do orifício oval, das fossas nasais… e outras coisas mais.

 

 

 

 

(Se desta vos espantai, esperai que lá vem mais)

 

15 comentários sobre “avessos…

  1. M. 9 Junho, 2018 / 18:25

    Meu Deus, o teu baú é inesgotável! As coisas que sabes e descobres!
    Abraço de bom fim de semana

  2. Navegante 5 Junho, 2018 / 21:39

    Espetacular sem dúvida. Seria um estrondo se explicasses o que é o Sulco de Rolando. Esta falha é um sulco na perfeição!
    Ironia navegante…

    • jorgesteves 7 Junho, 2018 / 17:10

      Quando estiver com o Rolando, não vos esquecer de perguntar…
      Abraço
      jorge

  3. Teresa Dias 3 Junho, 2018 / 15:29

    Tenho anéis de prata, ouro e peschisbeque, agora de zinn não tenho porque não tenho dinheiro para isso, LOL
    Como já nos habituaste é tão interessante ler-te como deve ser a tua pesquisa. Maior só a tua partilha.
    beijos
    Tecas

    • jorgesteves 7 Junho, 2018 / 17:09

      Se for assim, então já percebo o Camões…
      Obrigado pela tuas palavras, amiga.
      Abraço.
      jorge

  4. Olinda Melo 2 Junho, 2018 / 18:24

    Olá, Jorge
    Isto é que são mesmo “Coisas do Arco-da-velha”. Nomes que não lembram a ninguém.
    Já sabia alguns, muito poucos, três ou quatro, convenhamos. A “cauda equina”, será a cauda que perdemos com o rolar dos tempos?
    Interessantíssimo este post.
    Abraço
    Olinda

    • jorgesteves 7 Junho, 2018 / 17:06

      Isso mesmo: não lembra a ninguém! Nem ao demo!
      Se calhar, se calhar será mesmo será que dela fizemos navalha como o macaco da lengalenga?…
      Abraço.
      jorge

  5. Júlia Almeida 2 Junho, 2018 / 17:15

    As coisas estranhas que temos cá por dentro! Gosto muito do que vou aprendendo por aqui.
    Beijo.
    Júlia

    • jorgesteves 7 Junho, 2018 / 17:02

      E o que mais haverá, Júlia; é melhor nem pensar!…
      Abraço.
      jorge

  6. Madalena Gomes 2 Junho, 2018 / 15:20

    Delicioso. Alguns nomes conhecia, outros não. Mas há nomes quase poéticos…:)
    Abraço
    Madalena Gomes

    • jorgesteves 7 Junho, 2018 / 17:01

      Poéticos serão sim, mas que seja sem os olhar, não será melhor?…
      Abraço
      jorge

  7. Justine 2 Junho, 2018 / 12:38

    E fico à espera que venha mais, pois com esta me espantei e muito aprendi!
    Abração

    • jorgesteves 7 Junho, 2018 / 17:00

      Será que ainda temos mais?!…
      Se os houver e eu souber, conta com eles!
      Abraço.
      jorge

  8. Manuel Fernandes 2 Junho, 2018 / 10:41

    Tenho de voltar a ler e até reler, porque este post é um tratado.
    Já estou habituado a fazê-lo aqui, mas hoje gostei particularmente
    Manuel Fernandes

    • jorgesteves 7 Junho, 2018 / 16:56

      Obrigado, Manuel
      +E um prazer sabê-lo por estas bandas.
      Abraço
      jorge

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *