cepa torta (não sair da)

imagem de uma velha cepa torta

Cepa vem do latim cippu, coluna, tronco e significa tronco de videira; videira; torga; parte inferior das árvores ou arbustos que se extraem com as raízes para fazer carvão, mas também origem ou geração.
Uma cepa que nasce ou está torta, malformada, cresce pouco, não progride, nunca dará bom fruto.
Não deixará de ser torta e, por isso, diz-se, não sai da cepa torta. No sentido de progénie, pelo contrário, quem é de boa cepa pertence a boa família, tem uma boa estirpe.

Do latim cepæ, vitis ou viticula, para a parte inferior que, quando cresce torta e por isso não medra, não irá dar bom provento, é vulgar o aproveitamento, juntamente com as raízes, para fazer carvão.
A cepa torta não terá outra utilidade, ao contrário da boa cepa à qual se augura bom proveito.
Nem sempre assim será, mas…

.

 

 

(não há cego que veja, nem torto que se conheça)