embandeirar em arco

Na marinhagem, em dias de gala ou simplesmente festivos, os navios embandeiram em arco, isto é, içam pelas adriças ou cabos (vergueiros) de embandeiramento, galhardetes, bandeiras e cometas, quase até ao topo dos mastros, indo um dos seus extremos para a proa e outro para a popa.
Assim são assinalados esses dias de regozijo ou se saúdam outros barcos que se manifestam da mesma forma.
Estes modos garridos e exuberantes de festejar essas ocasiões, compreensivelmente deram origem à apropriação da expressão para situações semelhantes na vivência das gentes: embandeira em arco quem está feliz, se sente afortunado ou fadado por qualquer bem-aventurança.

 

 

 

(dois pilotos fazem um barco ir ao fundo)