Fevereiro nos provérbios

Ao Fevereiro e ao rapaz perdoa tudo quanto faz.
As candeias a ir e o Inverno está para vir.
Em Fevereiro, frio ou quente, chove sempre.
Eu sou Fevereiro, mês dos temporais: destruo casas e rebento portais.
Fevereiro quente traz o diabo no ventre.
Entrudo borralheiro, Páscoa ao soalheiro.
Quer no começo, quer no fundo, em Fevereiro vem o Entrudo.
Fevereiro nevão nem dá palha nem grão.

Quanta chuva pelas Candeias (dia 1), tantas abelhas para as colmeias.

5 comentários sobre “Fevereiro nos provérbios

  1. marta 10 Fevereiro, 2007 / 17:54

    Nasci em ano bissexto e os meus filhos também.Fevereiro é o meu mês e era também o da minha Avó, portanto obrigatório saber todos estes provérbios.
    Todos não, não sabia o do entrudo.
    beijinhos

  2. redonda 9 Fevereiro, 2007 / 18:17

    E em Fevereiro é o meu aniversário (falhei por dois dias o dia 29, embora também não me lembre se o ano em que nasci foi ou não bissexto – se tivesse conseguido agora seria uma criança, com poucos anos…)

  3. psique 8 Fevereiro, 2007 / 13:04

    adoro proverbios…
    obrigada pela tua partilha

  4. bettips 8 Fevereiro, 2007 / 10:47

    Não resisti …Conheço-te de andarmos por aí e acrescento: “Fevereiro matou a mãe ao soalheiro” (minha avó explicou-me há tanto tempo …que fazia sol e de repente, granizo…). Abç

  5. margarida 7 Fevereiro, 2007 / 11:01

    É espantoso como estes ditados costumam ser verdadeiros…
    E não admira. Eles eram os tratados de agricultura, de moral, de meteorologia e de “saber viver” da época em que o saber popular, analfabeto, só se transmitia pela oralidade.

(actualmente os comentários estão encerrados)