in partibus

Esta locução adverbial enunciava-se, na sua origem, de forma mais completa, visto que o seu inteiro sentido é in partibus infidelium, o que se traduzia por nos lugares ocupados pelos infiéis.
Esta expressão aplicava-se primitivamente aos bispos cujo título era puramente honorífico, não dando qualquer direito a jurisdição.
Extensivamente, então, a vulgarização reduzida da frase, in partibus, passou a qualificar aquele que não tem ou não ocupa qualquer função: p.e. um professor in partibus, etc.

 

 

 

(regedoria sem comedoria é gaita que não assobia)