Maio (outra vez…) nos provérbios

(a opinião generalizada é que o nome do mês é originado pela dedicação à Bona Dea, ou Maia, deusa do crescimento; há também quem advogue o mês ser consagrado aos anciãos, majorum, em latim)

Água de Maio, pão para todo o ano
A boa cepa o Maio a deita
A quem em Maio come sardinha, em Agosto lhe pica a espinha
Chovam trinta Maios e não chova em Junho
Depois da Ascensão (1), nem salmão nem sermão
Dia de Maio, dia de má ventura, quem ainda bem não amanhece e já anoitece
Em Maio a quem não tem, basta-lhe o saco
Em Maio ainda os bois estão oito dias ao ramalho
Em Maio as cerejas leva uma a uma o gaio; em Junho, a cesta e a punho
Em Maio come as cerejas ao borralho
Em Maio deixa a mosca o boi e toma o asno
Em Maio nem à porta de casa saio
Em Maio o rafeiro é galgo
Em Maio onde quer eu caio
Em Maio verás a água com que regarás
Favas o Maio as dá, o Maio as leva
Maio claro e ventoso faz o ano rendoso
Maio come o trigo e Agosto bebe o vinho
Maio frio e Junho quente, bom pão e vinho valente
Maio me molha, Maio me enxuga
Maio pardo, ano farto
Maio que não der trovoada não dá coisa estimada
Maio serôdio ou temporão, espiga no grão
Peixe em Maio a quem vo-lo pedir dai-o
Quando em Maio não troa não é ano de broa
Quem em Maio não merenda aos finados se encomenda
Quem quiser mal à vizinha dê-lhe em Maio uma sardinha e em Agosto a vindima
Trovoada de Maio passa depressa
Uma água de Maio e três de Abril, valem por mil
Vinho que nasce em Maio é para o gaio, o que nasce em Abril vai para o funil, o que nasce em Março vai para o regaço
Bezerras em Maio e mulheres em dia de boda, venha o diabo e escolha

.

16 comentários sobre “Maio (outra vez…) nos provérbios

  1. APC 27 Maio, 2008 / 19:34

    “Peixe em Maio a quem vo-lo pedir dai-o” – esta é a máior! 😛

  2. Jardineira aprendiz 22 Maio, 2008 / 10:55

    E este ano Maio é pardo!

    Mas não tem troado…

    (Estas colecções de provérbios são uma preciosidade!)

  3. velha gaiteira 13 Maio, 2008 / 01:13

    Relembrar os seus provérbios.

    que memórias me trazem!

    Abração

  4. meg 12 Maio, 2008 / 19:28

    Bem, meu Amigo, lá vai mais um para o espólio. São irresistíveis. Confesso que de alguns, poucos, já sabia.
    Como são imperdíveis, peço desculpa, mas é inevitável, está bem?
    Um abraço

  5. TCHI de Tchivinguiro 12 Maio, 2008 / 19:09

    Um Maio abençoado aqui popularmente ditado.

    Beijinhos.

  6. Entre linhas... 12 Maio, 2008 / 12:18

    Por aqui reina como sempre a sabedoria popular…alguns desconhecia.
    Bjs Zita

  7. Maria Laura 12 Maio, 2008 / 08:56

    Tantos provérbios sobre Maio. Tantos que não conhecia… Este Maio está indeciso em fazer a transição para o Verão. 🙂

  8. un dress 11 Maio, 2008 / 15:08

    maio maduro maio

    onde

    agora

    quem ?

    belo a seguir…vozes! 🙂

    abraÇO

  9. Maria P. 11 Maio, 2008 / 11:15

    A Casa de Maio gostou!:)

    Um abraço*

  10. Ana Paula 11 Maio, 2008 / 01:16

    Tanta coisa interessante de Maio a recordar com estes provérbios!
    Foi óptimo recordar as cerejas, as favas, as chuvas e as trovoadas de Maio que nos deixam expectantes… aguardando o Verão!

    Uma excelente recolha! 🙂

  11. Frioleiras 10 Maio, 2008 / 22:58

    adoro estes teus “calendários” … adoro mesmo !

    Bj………..

  12. elvira carvalho 9 Maio, 2008 / 20:36

    O mês de Maio não existia no calendário dos lacobrigenses, sabia?
    Reza a lenda que no tempo dos reis, era costume em Lagos no mês de Maio, os senhores ricos expôrem todo o seu ouro que era passeado pelas ruas da cidade por um cavaleiro, para que toda a gente visse a riqueza da cidade. Um determinado ano, um cavaleiro fugiu com todo o oiro. Quando alguns fidalgos se aperceberam que o cavaleiro, estava a ir longe de mais e manifestaram o seu receio, logo outros disseram: Deixem lá que quanto mais longe mais luze.
    Quando por fim se deram conta de que tinham sido roubados ficaram tão envergonhados que durante séculos, nunca mais se falou do mês de Maio. E então era assim:
    Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, o mês que há-de vir, Junho, Julho Agosto Setembro, Outubro, Novembro e Dezembro.
    Ainda hoje é possível encontrar entre os mais velhos, pessoas que dizem assim os meses do ano.
    Bom fim de semana.
    Um abraço

  13. Justine 9 Maio, 2008 / 10:11

    Que é lá isso de misturar bezerras e mulheres no mesmo provérbio???
    E venha o diabo e escolha????
    TP, tens de explicar isto muito bem explicadinho….

    Abraço, e bom fim-de-semana :))

  14. Sophiamar 8 Maio, 2008 / 19:53

    Tu e os provérbios! Tantos e tão interessantes. A sabedoria popular assim é. Quanto ao meu blogue tenho andado com sérios problemas. Não sei se vai durar mas eu vou fazer por isso.

    Beijinhosssss

  15. gaivota 8 Maio, 2008 / 19:00

    que provérbios tão giros, a maior parte não conhecia
    por aqui o maio vai muito bom!
    beijinhos

  16. APC 8 Maio, 2008 / 17:56

    Um abraço daqui, de um belo dia de Maio alantejano! 🙂

(actualmente os comentários estão encerrados)