o homem mais velho

Embora seja mais ou menos consensual que Matusalém é o homem mais velho referido na Bíblia, a verdade é que tal ideia é absolutamente errada! Matusalém teria vivido, mais coisa menos coisa, uns míseros 970 anos; nem aos mil teria chegado.
Enquanto isso, o profeta Enoque, pai de Matusalém, é bastante mais velho, como vamos ver…
De facto, segundo a Bíblia, Matusalém, que é famoso por ter sido o homem que mais anos viveu, não viveu tantos mais assim que, por exemplo, o seu avô Jared, que viveu 962 anos. Cainan viveu 910. Mahalaleel, 895, Lamech, 777, Noé, 950. Isto só para citar alguns.
Apesar de todas estas personagens bíblicas terem sido anormalmente velhas, todas, excepto uma, morreram de modo perfeitamente normal. A excepção é, efectivamente, Enoque, que era um adolescente de apenas 360 anos, quando Deus o levou. Vivo!
Enoque nunca chegou a morrer: uma distinção a que nem Jesus Cristo teve direito!
Daí que, Enoque, hoje, vivo, repito, terá perto de 5500 anos, mais semana, menos semana…
No Novo Testamento, São Paulo reitera a história da imortalidade de Enoque, na sua Epístola aos Hebreus:
‘Pela Fé, Enoque foi trasladado para não ver a morte, e não foi achado, porque Deus o trasladara: pois antes da sua trasladação teve o seu testemunho de que agradara a Deus’ (Hebreus 11:5).
A este propósito, o filósofo Descartes acreditava que devia ser possível a todos os seres humanos viveram tanto tempo quanto viveram os patriarcas bíblicos – cerca de um milénio – e estava convencido de que estava prestes a descobrir o segredo, quando morreu, em 1650. Tinha, então, 54 anos…