o menino e as conchas

‘Se eu pude ver mais adiante
era só porque eu estava nos ombros de gigantes.’

Depois de uma grave e prolongada doença, Isac Newton morreu há 280 anos, em Março de 1727. Os seus restos mortais repousam na Abadia de Westminster, onde se pode ler o balanço que ele próprio fez da sua vida:
‘ Não sei como é que o mundo me verá, mas, na minha opinião, comportei-me como um menino que brinca junto ao mar, e que se diverte encontrando de vez em quando uma pedra mais polida ou uma concha mais bonita do que o normal, enquanto o grande oceano da Verdade se revelava diante de mim, completamente desconhecido.’
.

11 comentários sobre “o menino e as conchas

  1. redonda 12 Março, 2007 / 14:50

    Um balanço de vida muito bonito…

  2. Anónimo 12 Março, 2007 / 06:50

    E quanto a mim, ser Sábio é ser humilde. Newton era um verdadeiro Sàbio!

    Abraço

    Maria Mamede

  3. Gi 8 Março, 2007 / 22:48

    Palavras sábias essas!

    Anos mais tarde também Fernando Pessoa falaria de pedras, as que também se vão encontrando pela vida

    “Pedras no caminho? Guardo-as todas: um dia vou construir um castelo…”

    Masi uma vez gostei de passar por aqui, já se torna um vício 🙂

    Noite feliz

  4. margarida 8 Março, 2007 / 17:01

    Uma pedra mais polida, uma concha ou, também, uma estrela do mar.
    Há quem não saiba ver nem estas coisas, nem nada, por mais que olhe. Mas quem as vê começa, sim, a perceber quanto vê pouco e a desejar ver cada vez mais.

  5. veritas 8 Março, 2007 / 13:33

    A postura de humildade do sábio…muita gente deveria por os olhos e a reflexão nestas palavras…e no socrático “Só sei que nada sei”.

    Bjs. Gostei de passar.

  6. Adryka 8 Março, 2007 / 09:12

    Foi bom cá vir, fiquei mais rica. Não sabia deste feito. Bj

  7. Klatuu o embuçado 8 Março, 2007 / 03:42

    É com estes que se mede a grandeza das nações.

  8. un dress 8 Março, 2007 / 01:10

    lindo! a sabedoria está em não nos perdermos da criança…

    não que seja fácil mas é importante sabê-lo…

    abraço

  9. JPD 7 Março, 2007 / 22:33

    Homo ludicus!

    🙂

  10. o alquimista 7 Março, 2007 / 13:45

    Tem magia o teu espaço…

    Beijinho

  11. Licínia Quitério 7 Março, 2007 / 13:18

    Que bom encontrar quem nos entenda, seja embora lá atrás no Tempo…

    Abraço, Amigo.

(actualmente os comentários estão encerrados)