o meu nome é…

Eu sou Pires da Costa Paio,
natural de Paio Pires.
Descendente dos Pires Paio,
baptizado em Paio Pires.
Eu sou Pires da Costa Paio.

Meu pai era Pires da Costa;
minha mãe a Costa Pires.
Minha irmã é Pires – sem Costa –
E nasceu em Paio Pires,
toda a família Pires Costa.

Meu irmão é o Pires Paio;
minha avó, sem Paio – Pires –
Meu avô, sem Pires – só Paio –
natural de Paio Pires,
toda a família Pires Paio.

Meus tios eram os Costas.
Minha tia a Costa Pires;
meu primo Pires, já sem Costas;
a prima, Costas, sem Pires
e outro primo já Pires com Costas.

Às vezes, em Paio Pires,
quando o Pires quer comer paio
e pede ao Paio, o pires,
Lá fica o Pires sem ter paio
e o pobre Paio sem pires.

Porque p’ró Pires ter o paio
e p’ró Paio ter o pires,
é preciso que o Pires Paio
dê o paio ao pobre Pires,
dando o Pires, o pires ao Paio.

De maneira que o Pires Costas,
em questões com Paio e Pires.
por causa do Pires e Costas,
têm já partido pires
e também partido costas.

E é por isso que sou Paio
e é por isso que eu sou Pires
e também sou Costa e Paio;
porque sou de Paio Pires
e sou Pires da Costa Paio.

 

 

10 comentários sobre “o meu nome é…

  1. tinta permanente 11 Março, 2010 / 19:37

    Baila sem peso
    A moral desse tango era, claro, um pouco de riso, mesmo que sisudo…
    Nos tempos que vão, já não é nada mau!…
    versejadamente,
    abraços!

    João Brandão
    Eu sei que passa, eu sei!
    (até sei quem leva imagens daqui!…)
    Mas não se amofine por isso, caro João; comenta quando puder, claro; mas vá passando!
    abraço!

    MagyMay
    Ora bem que assim foi; a intenção era essa mesma!…
    abraços!

    Bartolomeu
    Ora, ora, caro Bartolomeu!
    Poeta, também?!…
    Venham mais, pois então!
    abraço!

    Justine
    Música é o que há mais!…
    abraços!

    mdsol
    Deu para um sorriso? Óptimo!
    abraços!

    Menina Marota
    Há muito que não te sabia; bem-vinda!…
    abraços!

    APC
    A origem, de facto, é um tanto desconhecida, embora saiba que é dos anos vinte do século passado e, provavelmente, de um poeta popular setubalense.
    abraços!

    Rosa dos Ventos
    Gostei da visita, amiga!
    abraços!

    aos que passam…
    cumprimento!

    tintapermanente

  2. APC 8 Março, 2010 / 02:13

    Desconhece-se a origem dessa divertida versalhada, certo? Mas é verdade que estava sisuda e gostei dela (ri(t)mada como é, fosse paio ou mortadela)! Um grande abraço, a iniciar mais uma longa semana! 🙂

  3. mdsol 6 Março, 2010 / 15:34

    Muito bom!

    :)))

  4. Justine 5 Março, 2010 / 17:27

    Em grande forma, TP!! Agora só é preciso arranjar a música, porque o ritmo já lá está:))
    Abraço

  5. Bartolomeu 5 Março, 2010 / 11:11

    Sem Pires, mas com Paio
    Filho-de-algo me declaro
    E, da linhagem que saio
    Ninguem, de Paio é avaro

    ;))))

  6. MagyMay 4 Março, 2010 / 16:28

    E eu diverti-me a ler… ora com, ora sem!!

    Gosto do Costa ou Pires ou Paio da fotografia… do rendilhado, da fumaça, do que lhe imagino…

    Abraço, TP

  7. João Brandão 4 Março, 2010 / 16:15

    Tem razão, caro (T)Permanente. Eu sou dos que passo por aqui sempre e há muito que não lhe dou uma palavra. Mas sei que vai continuar e que vai valer cada vez mais passar aqui. Mas hoje esta festarola está maravilhosa. Um grande abraço amigo!
    J.Brandão

  8. Baila sem peso 4 Março, 2010 / 15:30

    Com paio ou sem paio
    Aqui a loiça baseou-se em pires
    Que a chávena abalou, sem sentires
    Que se um doido não se amanha
    Fica com dor de costas tamanha
    Para se alegrar bem, um só sisudo
    Que enche a barriguinha de tudo…
    E o senhor Pires da Costa Paio
    Que nasceu em Paio Pires
    Diz e volta a dizer, daqui não saio
    Nem que tu o nome me tires! 🙂
    Ah…mas o tango que aqui deixaste
    É uma recordação de minha infância
    O meu pai divertia-nos a cantar
    Este “arrebatar” que me ficou de lembrança…
    Tem graça…já nem tal me recordava
    E agora trauteei quase todas as frases
    Como num encanto, aqui chegando…
    bem presente, tanto que a gente sente!!…
    "e a moral deste tango"
    É que tudo vai…como antigamente!
    Continua a dar vontade de rir…sisudamente! :))

    Meu beijo como sempre

(actualmente os comentários estão encerrados)