os gatos nos provérbios

Diz, um antigo provérbio indiano, que ‘Deus criou os gatos para que o homem pudesse ter a ilusão de acariciar um tigre’
Por cá, ao longo dos tempos, o gato sempre esteve presente no imaginário popular. Querem ver?!…
A bom gato, bom rato
Andar como gato sobre brasas
Andar pelo pé do gato
Tirar sardinhas com mão de gato
Quem não tem cão, caça com gato
À noite, todos os gatos são pardos
Antes rato lazarento e escondido no mato, do que gordo no papo do gato
Ao gato, por ser ladrão, não lhe deixes nada à mão
Bem se lambe o gato, depois de farto
Dá ao gato o que o rato tem de levar
Da casa do gato não sai farto o rato
Quando o gato se ausenta, dançam os ratos
Por cima das telhas, só Deus e os gatos
Gato escaldado de água fria tem medo
Gato a quem morde a cobra, tem medo da corda
Gato de luvas não apanha ratos
Gato escondido com o rabo de fora
Gato miador não é bom caçador
Muito sabe o rato, mas mais sabe o gato
Fazer de gato sapato
Unhas de gato e hábitos de beato
Quem guarda com fome, o gato o come
Gato que nunca comeu azeite, quando come muito se lambuza
e…

digo-vos eu (que tenho dois…) ‘quem tem um gato, pensa que tem um gato’
 

.

7 comentários sobre “os gatos nos provérbios

  1. un dress 1 Julho, 2007 / 12:36

    curiousity killed the cat:

    gosto bastante !! 🙂

    tenho uma gatinha com 2 meses!! tricoloR ! linnnda!

    beijO

  2. PAH, nã sei! 1 Julho, 2007 / 12:15

    Pois sim! Aqui está um tema do meu particular interesse 🙂
    As 4 bichanas cá de casa “mandam” um romrom bem enroladinho.

    É só espreitar em:
    http://ganda-chatice.blogspot.com/2006/10/get-your-own-view-slideshow.html

    A suposta “dona” (pois elas é que mandam cá nos aposentos e, a Pah é mero objecto) agradece os provérbios. Muitos não conhecia mas, passarei a utilizar.

    Belas criaturas, os felinos….

  3. pin gente 30 Junho, 2007 / 22:28

    a curiosidade matou o gato

  4. Vida 29 Junho, 2007 / 21:37

    Gato animal inteligente e independente, eu também tenho dois e são caprichosos como tudo mas fazem muita companhia. Desconhecia alguns dos provérbios, nem imaginava que houvessem tantos de gatos.

    Beijo com sabor a mar.

  5. Gi 29 Junho, 2007 / 21:35

    Não conhecia pelo menos metade dos que aqui estão. E bem que os tenho usado (os gatos) , achei curiosa a ligação de muitos escritores a estes bichanos ( o JL Borges por exemplo) e a quantidade de poemas e pinturas que existem na história da arte com os ditos cujos.

    Mais uma vez saio daqui mais rica.

    Noite feliz e um beijinho

  6. Teresa David 29 Junho, 2007 / 18:14

    Adorei ler alguns dos provérbios que ainda não conheci. Tenho um gato negro e outro a medrar junto da mãe para vir viver comigo para meados do mês que vem. Não sei viver sem gato, acho terrivelmente incrível as pessoas que os detestam pois são uma companhia elegante, altiva por vezes, mas sempre uma presença que nos dá prazer.
    Vou enviar-lhe por email a foto do meu “Tição” que por acaso até postei em Janeiro quando o trouxe para casa devido á morte do meu anterior gato, companheiro de quase 15 anos, a propósito exactamente de um provérbio.
    Bjs
    TD

  7. margarida 29 Junho, 2007 / 13:19

    Pois pensa. Mas é o gato que nos tem a nós…
    Há até um velho dizer, asim:
    “Se um cão se deita na tua cama é porque gosta de ti; se uma gato se deita na tua cama é porque gosta da cama.”

(actualmente os comentários estão encerrados)