não sei o nome

Há uns dias escrevinhava reminiscências da minha infância e, entre outras tarouquices, lembrei-me do senhor Valentim, que vendia azeite e óleo, a propósito das maravilhas que ele tinha na sua carroça, duas infusas de alumínio com torneirinhas cobreadas, quando, de repente, embatuquei. Eu queria aludir (mais…)