Dezembro (outra vez…) nos provérbios

Em Dezembro, lenha e dorme
Dia de Dezembro, má ventura, ainda bem não amanhece já é noite escura
Dezembro frio, calor no Estio
Depois de Santa Luzia (13) minga a noite e cresce o dia
No dia de Santa Luzia minga a noite e cresce o dia, mas, enquanto Cristo não nasceu, nem mingou nem cresceu
No dia de Natal têm os dias bico de pardal
Em Dezembro descansa, mas não durmas
Entre o Menino e o Tomé (21), três dias é
Do Natal ao S. João, ora conta, seis meses são
Em chegando ao S. Tomé, todo o tempo noite é
Por Santo Estevão (26) cada perdiz com seu perdigão
Neste mês de inverneira as histórias são à lareira
Pelo Santo Ambrósio (7), frio para oito dias
Dezembro diz: olha que o governo está na boca do saco; até Janeiro qualquer burro passa o regueiro, mas para a frente tem de ser forte e valente; se não tens governo, depois arreganhas o dente
Natal a assoalhar, Páscoa ao luar
Natal na praça, Páscoa em casa, Espírito Santo (dia de Corpo de Deus, festa móvel geralmente em Maio ou Junho), faz o ano franco
Ande o frio por onde andar o Natal o irá buscar
Dia de S. Silvestre (31) nem no alho nem na reste
Conceição (8) molhada, Menino (25) seco
Pelo Senhora da Conceição deita as favas à terra
Dezembro quer lenha no lar e pichel para o andar
Em Dezembro, a uma lebre galgos um cento
No Natal mete as ovelhas no curral
No dia da Senhora da Conceição as favas ao chão; pelo S. Tomé, carregam da ponta ao pé; eu semeio quando me faz conta e carregam do pé à ponta
Em Dezembro treme o frio em cada membro
O S. Nicolau (6) traz neve no chão

…e por falar em S. Nicolau (Pai Natal): de onde vem o Pai Natal?

 

14 comentários sobre “Dezembro (outra vez…) nos provérbios

  1. tinta permanente 18 Dezembro, 2008 / 18:24

    Bartolomeu
    Não sei se serão ‘cartilha, não, amigo Bartolomeu!… Mas agradeço-lhe as suas palavras!…

    Filomena Barata
    Pois!, do Norte!…
    (como o Norte é tão vasto, pode ser que acerte…)
    Batota!…
    abraços

    Arménia Baptista
    Pois dizem, dizem…; mas não vem!
    Grande finta!
    abraços

    Justine
    Palpita-me que esse ‘provérbio’ é, antes, um pedido ao Pai Natal!…
    abraços

    Elvira Carvalho
    Não arriscar é mais seguro, não?…
    abraços

    APC
    Bom, a intenção era só brincar com o pretexto do próximo post; não estava à espera da história toda do São Nicolau, em três volumes!…
    (mas serve a quem servir -a mim serviu!- para aprender mais acerca do Pai Natal!…)
    Ah!, e para onde ele vai! Boa pergunta! Se o vir, pergunto-lhe…
    abraços

    Arabica
    Espírito Santo?! Não sabia que o BES também andava metido nisto!…
    E, já agora, valia a pena, valia? Espero que sim!
    abraços

    Vida de vidro
    Norte da Europa? Não! Então não é que é precisamente para o lado oposto?!…
    (mas, na verdade, o que é preciso é que venha; seja de onde for, não é?…)
    abraços

    mena m.
    Pois! O Santo não pode fazer tudo num só dia, é bom de ver!…
    (e, depois, para esses lados deve estar um frio!…)
    abraços

    Obrigado a todos e, já agora aproveito: quando o Santo passar pelas vossas chaminés, oxalá por lá deixe tudo quanto lhe pediram!…

  2. APC 15 Dezembro, 2008 / 23:30

    E para onde é que ele vai? 🙂

  3. mdsol 13 Dezembro, 2008 / 21:10

    :))))

  4. mena m. 12 Dezembro, 2008 / 17:07

    Nikolaus, queria escrever…

  5. mena m. 12 Dezembro, 2008 / 17:02

    O segundo provérbio não podia ser mais verdade para um dia como o de hoje:-(!

    Aqui em Berlim na noite de 5 para 6 as crianças põem uma bota à porta de casa, onde o Nilolaus deixa guloseimas e pequenos presentes.

    É sempre um prazer vir aqui aprender!

    Um abraço

  6. vida de vidro 11 Dezembro, 2008 / 18:55

    Alguns conhecia, outros vieram enriquecer o meu conhecimento desta sabedoria antiga.
    S. Nicolau… só sei que é lá do norte da Europa, não? **

  7. Arabica 11 Dezembro, 2008 / 18:51

    O meu vinha da chaminé por obra e graça do Espirito Santo 🙂

  8. APC 10 Dezembro, 2008 / 21:44

    What a nice quest!!!

    Please join me on a trip, will you?

    Get ready: one, two, three!

    😉

    Have Yourself a Great Christmas!

  9. elvira carvalho 10 Dezembro, 2008 / 20:15

    Sempre muito interessantes estes provérvios.
    Um abraço

  10. Justine 10 Dezembro, 2008 / 19:58

    …e eu acrescento mais um provérbio, que muito me agrada: em Dezembro, foge para um país quente e de preferência budista ou hindu ou islâmico…:))
    Abraço e bem aparecido!

  11. Arménia Baptista 10 Dezembro, 2008 / 12:25

    Mas que colecção!…ñ conhecia grande parte.

    ….Dizem que o Pai Natal vem da Lapónia….;)

  12. Filomena Barata 9 Dezembro, 2008 / 19:49

    S. Nicolau, S. Nicolau, dá-me cá um pau!
    Abraços, vem lá de cima, lá do Norte …

  13. Bartolomeu 9 Dezembro, 2008 / 17:01

    Relíquias de um passado que, voltarão a ser a “cartilha” num futuro próximo.
    (Mas… estás armado em vidente Bartolomeu, Hmmm?)
    Felizmente ha ainda quem guarde estes tesouros, e de quando em vez, abra as janelas do arquivo, assim como quem diz ao mundo “Atenção!!! façam burrice à vontade, chamar a atenção já de pouco vale, mas, quando já estiverem com as calças na mão, venham cá, está aqui guardado para quem desejar”
    ;))

(actualmente os comentários estão encerrados)