qualquer que seja o delírio dos reis,
quem paga são os aqueus


Qualquer que seja o delírio dos reis, quem paga são os aqueus, com esta sentença, Horácio alude à briga entre Agamémnon e Aquiles, narrada no primeiro canto da Ilíada, que provocou tantas mortes entre os aqueus.
Assim, são sempre os súbditos que sofrem as consequências de todas as dissensões e loucura dos comandantes. Desta alocução acham-se várias referências, ao longo dos tempos. La Fontaine narra a fábula das rãs que assistem preocupadas à luta entre dois touros temendo, com razão, que o touro derrotado acabe por pisá-las.
Mesmo nas tradições proverbiais modernas encontramos, por exemplo, em alemão quando os senhores se engalfinham, os camponeses precisam de emprestar-lhes os cabelos ou, ainda, o russo enquanto os pastores se atacam, os lobos devoram as ovelhas.
Há um velho provérbio minhoto que diz, também a propósito, os fracos fazem penitência pelos pecados dos fortes.
Sempre existiram aqueus…

 

 

 

(pagar os açoutes ao verdugo)

7 comentários sobre “qualquer que seja o delírio dos reis,
quem paga são os aqueus

  1. Meg 5 Julho, 2007 / 10:39

    Ou… quando o mar bate na rocha, quem se lixa é o mexilhão!!!
    Obrigada por mais esta lição.
    Um abraço

  2. eu 5 Julho, 2007 / 02:16

    Assim sendo, eu estou a pagar por quem ?
    D. Galinha

  3. Anónimo 4 Julho, 2007 / 20:58

    É verdade meu Amigo; sempre existiram e continuam a existir, infelizmente, talvez cada vez em maior número!
    Abraço
    Maria Mamede

  4. pin gente 2 Julho, 2007 / 20:36

    mas também se diz “dos fracos não reza a história”… claro que terá sido escrita por algum fortalhaço

  5. Gi 2 Julho, 2007 / 17:01

    Mudam as gentes … mas só isso não é? Os erros e as consequências são e vão para os mesmos , desde sempre.
    Interessante mesmo.
    Beijinhos

  6. Maria Clarinda 2 Julho, 2007 / 15:13

    “…‘os fracos fazem penitência pelos pecados dos fortes’.
    Sempre existiram aqueus… “””
    Quanta verdade.
    Adorei o teu post, fiquei a pensar.

(actualmente os comentários estão encerrados)