Sintra

Cintra primeiro, depois Sintra, portuguesa com 860 anos, a forma conhecida mais antiga deste topónimo é Suntria que, apontará para o indo-europeu ‘sun’, ‘sol’, ‘astro luminoso’ e lembra os vestígios da gravura rupestre que existiu no Magoito (a noroeste, junto à costa), onde uma figura antropomórfica glorificava o sol poente. Varrão e Columela designavam a serra de Sintra (que os árabes chamavam de Xintara) de ‘Monte Sagrado’ e Ptolomeu registou-a como ‘Serra da Lua’.
Uma lua (ainda hoje) cheia de encantamentos…
 

.

9 comentários sobre “Sintra

  1. bettips 21 Novembro, 2007 / 18:06

    E sabias que no útimo penedo da Praia das Maçãs (lado sul) vinham os povos antigos “ouvir” o sol mergulhar? Dizem que era onde se ouvia… É fascinante! Em Julho 06 fiz uma série de posts sobre “Ela”, a Sagrada. Obg. Abç

  2. Ana Paula 21 Novembro, 2007 / 10:11

    Embora Sintra esteja hoje diferente, continua a ter um encanto especial.
    Gostei imenso de saber estes detalhes. O postal é delicioso.

  3. Rita Lemos 15 Novembro, 2007 / 23:11

    Hoje vim visitar este lugar a que há algum tepo não vinha e estive a ler uns tantos textos enquanto ouvia por aqui os “Romanças” e me ficava pensando o que teria mais perdido musicalmente falando.

    Serra da Lua é nome mágico para lugar mágico, como consegue sobreviver tanto verde ali mesmo à beira de Lisboa Cidade? E que coisas bonitas consegue descobrir sobre os lugares.

    Obrigada

  4. APC 15 Novembro, 2007 / 20:21

    O Monte da Lua!… Ainda por lá há fantasmas de outros tempos…! :-)))

    ‘Sério… Sente-se!

  5. velha gaiteira 14 Novembro, 2007 / 22:33

    Caro amigo,

    Se soubesses quanto gosto de Sintra!
    quem me dera lá viver, mesmo descaracterizada como está!

    Um abraço amigo

  6. Justine 14 Novembro, 2007 / 18:57

    Mais uma prosa informativa cheia de vivacidade e interesse, com um belo postal a condizer.
    Abraço

  7. Metamorfose 14 Novembro, 2007 / 12:19

    Sintra, serra da Lua, essa desconhecia…mas lugar encantado com as suas ruelas de casario enfeitado de flores, carruagens que nos fazem recuar no tempo, pastéis deliciosos, oh que saudades. Desconhecia este evoluir da sua designação, adorei mais este conhecimento adquirido.

    Beijinhos.

  8. Miosotis 13 Novembro, 2007 / 23:48

    Que belo ‘historial’ vim aqui encontrar de Sintra!

    Belas paisagens, doces vultos, amenas lembranças de tanta gente célebre que por lá caminhará em noites de lua…
    Logo tu que sabes tanto de ‘luas’ 🙂

    Sensibilizada pelo olhar poisado em ‘fragmentos’… em noite de lua envolta em neblina fria!
    Um beijo

  9. Meg 13 Novembro, 2007 / 19:38

    Cintra… Serra da Lua!?!?!?

    Quantas histórias, quanto saber neste recanto! Lugar de encantamento popular.
    Obrigada.

    Um abraço

(actualmente os comentários estão encerrados)