a toque de caixa


A caixa (caixa-de-guerra, tarol ou tarola)  é um instrumento musical percussivo, da família dos tambores, crê-se de origem árabe. Dantes usado nas guerras, actualmente serve essencialmente para marcar a cadência das marchas e outros exercícios físicos dos militares.
Partindo da figuração dessas difíceis e penosas actividades, propagou-se a imagem na qual, como os militares, muitos são os que marcham ou andam a toque de caixa.

Por analogia também se refere a uma acção que deve ser executada rapidamente, eventualmente, a mando de alguém ou mesmo por coação.

 

 

 

(escravo, nem de Santo António)

sair pelo ladrão

cano ladrãoPouco conhecido, provavelmente por ser usado quase exclusivamente por pessoas ligadas à construção.
A expressão quer significar alguma coisa exagerada, ao ponto de se tornar inútil ou, por isso mesmo, não servir a ninguém. Com a evidente inconveniência de não haver espaço para a reter. Além disso, como se percebe, nada tem a ver com ladrões ou, sequer, roubos.
Trata-se simplesmente do sistema (o cano ladrão especificamente) hidráulico que se monta em qualquer depósito que permita o escoamento do excesso de líquido, nos reservatórios de água, p. exp.
Assim, quando se diz que algo está a sair pelo ladrão, fala-se de um qualquer exagero.

 

 

 

(o que é a mais abunda)