estar acanaveado (ou ficar)

Quer dizer estar em choque, bastante emocionado, ou martirizado. A origem pode parecer induzir ser umas das criações da tortura inquisitória. Mas não.
A origem vem de uma prática de sevícias sim, mas do Japão. Vulgar para diversas condenações, foi usada nos missionários portugueses em repressão à expansão do cristianismo, no século XVII (nesta altura, de facto, a Inquisição apropriou mais esta forma de flagelo). Com as mãos presas e espalmadas sobre uma tábua, espetavam-se filetes de cana de aveia, sob as unhas dos condenados.
Do latim canna e avena (cana e aveia), resulta a expressão ficar acanaveado que, numa variante, associa a magreza à aparência afilada da cana. Emmagrecido, definhado; aquella doença acanaveou-o muito. Diccionario da Lingua Portugueza, 1881.

 

 

 

                                                               (magro e mirrado como prego sem ponta)