maia

Há quem defenda a opinião que a origem de Maio se deve ao facto de ser este o período consagrado aos velhos, aos anciãos (do latim majorum), no entanto a versão mais generalizadamente aceite é que o nome tem origem em Bona Dea, também conhecida por Maia, a deusa da Primavera.
Isso, em Portugal e em outros países de origem latina, porventura explica o ritual de colocar flores no exterior das casas, na noite que antecede o primeiro dia de Maio, embora haja algumas cambiantes na forma e na explicação. Por exemplo, no Minho e em Trás-os-Montes, especialmente, costuma-se colocar pequenos galhos floridos de maias (pequeno arbusto bravio, muito comum nesta época do ano) em todas as possíveis entradas da casa (janelas, portas, postigos, chaminés, etc.), de forma a impedir a entrada do mafarrico (demónio) que, nessa noite, anda à solta. Por outro lado, na Beira Litoral e em outros lugares mais a sul é uso a feitura de uma colorida coroa de flores que será colocada, em lugar bem visível, junto à entrada principal da casa; neste caso a intenção é tão só a celebração da entrada do mês de Maio, do mês de todas as flores…

.