fazer sala

No sentido amplo do ditado, fazer sala, significará receber bem uma ou mais visitas, com educação, requinte e esmero.
No entanto, o dito vulgarizou-se em definir a acção de alguém que frequenta um determinado local, sem ter sido convidado ou, noutras circunstâncias, sem fazer qualquer despesa, furtando-se a ela com qualquer artimanha.
Duas referências, a este propósito. Na Crónica de D. Fernando, Fernão Lopes escreve Convidou el-rei D. Fernando o conde e todos os capitães que com ele vinham, e a rainha, a condessa e as donas e donzelas de sua companhia; este convite foi nos paços de el-rei, do Castelo, onde a todos foi feita sala mui honradamente.
O dicionarista Morais, citando Gaspar de S. Bernardino, no Itinerário da Índia e este Reino, regista: Fazer sala a alguém, frequentar a sua casa para o granjear. E ainda, receber visitas

 

 

 

(chorar com um olho e rir-se com o outro)