os tempos da Lua

É bem verdade que, já no dizer antigo se apregoava em Abril águas mil, coadas por um mandil. Mesmo que os dias de hoje proporcionem muita controvérsia sobre esta coisa dos humores do tempo durante o ano, boa gente há ainda que olha a Lua nos seus afazeres do campo. Diz-se até se queres boa horta, semeia-a no crescendo da Lua
Pois a propósito disso, há duzentos anos atrás o boticário Roberto da Silva Pinto, escrevia no seu Prognóstico Lunário para 1808:

‘Se quando apparecer a Lua depois da Nova, lhe virmos todo o circulo da parte de Levante, he signal de que em toda aquella Lua haverá bom tempo; e pelo contrario se não a virmos senão pela parte alumiada, e com as pontas fuminadas, haverá mudanças no tempo.
Se a primeira vez que a Lua apparecer trouxer a ponta de cima negra e o mais branco, denota que no Crescente della choverá, e no demais curso da Lua fará bom tempo. E se a ponta de baixo for negra, e no demais for branca, mostra bom tempo no enchente, e chuva no Minguante. E se as pontas ambas forem brancas, e no meio negro, mostra que no principio, e fim da Lua, haverá bom tempo; mas no enchente choverá.
Em cada um dos dias do anno se virmos à noite Lua de côr branca e o tempo quieto, denota bom tempo no outro dia; e se vier amarella denota agoa, se vermelha vento; e tomando de duas cores, assim como amarella, e vermelha, denota agoa, e vento; e se branca, e amarella, agoa sem vento; e se branca, e vermelha, Sol com vento.
Quando o circulo em redor da Lua for negro denota chuva até ao terceiro dia.
Se o Sol ao sahir vir muito vermelho, denota vento, e trovões até ao terceiro dia, e logo sol, e calor.
Se o Sol ao sahir vier com huns raios muito compridos, que parece que chegão aos olhos, denota chuva no mesmo dia.
Se ao pôr do Sol ficar a parte do Poente vermelha, denota bom tempo no outro dia; e se ficar negra, e com névoas, o tempo será ao contrário.’
Pelo menos, assim era tido como certo!

 

.