coisas do arco-da-velha

Coisas do arco-da-velha são, genericamente, coisas mirabolantes. Como também histórias do arco-da-velha. A origem está, muito provavelmente, no Antigo testamento: arco-da-velha, arco-celeste ou apenas arco-íris foi o sinal do pacto que Deus fez com Noé: Estando o arco nas nuvens, Eu ao vê-lo recordar-Me-ei da aliança eterna concluída entre Deus e todos os seres vivos de toda a espécie que há na terra (Génesis 9:16). Também se considera que o Arco-da-Velha é uma simplificação de Arco da Lei Velha, uma referência à lei Divina.
Afora estas conotações religiosas, o arco-da-velha (associado à fada ou à feiticeira) é o arco-íris. A crença mais popular que se estende a várias regiões e, até, a vários países, supõe que o arco-íris tira a água de um lugar para a despejar noutro lugar. Há também quem, mais ambicioso, ache que as pontas do arco assentam sobre o local secreto onde um pote de moedas de ouro foi enterrado.

Os poetas, esses dizem que o arco-íris é apenas a fita que a Natureza põe na cabeça depois de lavar os cabelos…

 

 

 

(arco celeste pela manhã, mal do pobre que não tem pão
e ovelha que não tem lã)