ver-se grego

Desde sempre que a língua grega foi tida como uma coisa difícil e entendimento e aprendizagem.
Já na Idade Média esta expressão era vulgar; frequentemente, no caso das transcrições ou até nas traduções, dizia-se Graecum est, non legitur, ou seja, é grego, não se entende.
Daí o dito, ainda hoje muito vulgarizado, isto para mim é grego, ou vejo-me grego, no sentido de que não entende, não percebe nada daquilo

 

 

 

(mais há na amarra que fazê-la e furá-la)